Search

Por que swags?



A moda do swag (aqueles brindes que as empresas dão) atingiu em cheio o Vale do Silício. Camisetas, mochilas e, claro, adesivos com nomes e logotipos de empresas podem ser encontrados em qualquer lugar. Parece que os swags viraram uma condição para uma startup existir e que há um campeonato entre as grandes corporações para ver quem tem os melhores swags (a jaqueta Patagonia parece ser a tendência nos últimos anos). Embora tenham se tornado algo natural, algo já esperado pelos funcionários e clientes, poucas pessoas questionam o raciocínio por trás dos brindes corporativos. O que as empresas buscam ao distribuí-los? Já ouvi tantas respostas diferentes para essa pergunta e posso listar as mais comuns abaixo.

  • Muitas pessoas acreditam que os swags podem fornecer uma sensação de credibilidade, o que é especialmente importante para empresas que estão começando. Este argumento me lembra de quando ouvi de um dos meus primeiros mentores que, se eu quisesse começar um empreendimento, a primeira coisa que eu tinha que fazer é conseguir uma camiseta com o nome da startup. Com a camiseta, todos acreditariam que a startup era séria.

  • Uma resposta diferente é que ao exibir seu logotipo e nome nos swag há um crescimento do reconhecimento de marca.

  • Também ouvi dizer que os swags distribuídos aos funcionários ajudam a criar um sentimento de pertencimento: eles fazem as pessoas sentirem que são parte de uma família. Quando conversava com um gerente de recursos humanos de uma empress grande e perguntei o porquê dos brindes, ele riu dizendo “Imagine não dar nada quando novos funcionários estão entrando”, como se fosse hilário.

 

Não quero ser o do contra, mas não consigo parar de questionar todas essas respostas. Primeiro: quando ter uma camiseta com o seu logotipo passou a ser sinônimo de credibilidade? Para comprar e distribuir swags, é preciso gerenciar vários fornecedores, localizar armazenamento, controlar despesas, entre outras coisas. Para uma empresa que está começando, isso parece muito pesado. Os empreendedores têm tantas coisas para fazer e têm bastante dificuldade para definir as prioridades. Gerenciar swags deveria ser uma? Penso que talvez isso seria melhor se feito por terceiros. Por outro lado, as empresas já estabelecidas ao longo dos anos não deveriam precisar de credibilidade, o seu trabalho ao longo dos anos já deveria ter feito isso. Se não, talvez algo esteja muito errado.

Ademais, usar brindes como reconhecimento de marca é uma estratégia muito antiga. Não lembro de nenhuma conferência em que as empresas participantes não levaram brindes. Embora possa funcionar em alguns setores, geralmente vejo a maioria dos swags dessas empresas no lixo no final dos eventos. Nas minhas entrevistas, fiquei surpreso ao saber que isso também acontece com brindes corporativos para funcionários. Um brinde não agrada a todos, e quem não gostar vai jogá-lo fora. Em um momento em que precisamos nos preocupar com sustentabilidade mais que nunca, deve existir maneiras melhores, mais baratas e mais sustentáveis de criar este brand awareness.

Tentar criar um vínculo com funcionários por meio swags é frágil. Sabe-se que presents simples não afetam (positivamente) a produtividade ou a motivação do empregado. Mesmo quando se dá uma jaqueta Patagônia de US $200, o preço não é um fator na criação de pertencimento.O mais importante é a mensagem. Qual é a mensagem que a organização deseja enviar aos seus funcionários quando distribui swags? Se for para criar motivação intrínseca e mostrar apreço, uma garrafa de água pode não funcionar.

Acredito que é hora de reformular o significado dos swags. Lembrar da individualidade de cada, ao mesmo tempo considerando a cultura e a missão da empresa. Os swags não deveriam ser um Kit de Boas-Vindas para os pais que estão esperando um filho ou um voucher de babá para quem tem filhos que estudam em casa? Mais do que dar o que os funcionários precisam, dessa forma, as empresas evitariam produzir toneladas de brindes que iriam acabar no lixo. A sustentabilidade não é um valor? Se as empresas realmente querem conhecer e valorizar seus funcionários, elas precisam começar a mostrá-los de uma maneira diferente. O que você acha?

15 views0 comments

Recent Posts

See All