top of page

O que eu estou fazendo da minha vida

O que eu estou fazendo da minha vida? Eu odeio meu emprego!


Com certeza esse pensamento já passou pela sua cabeça em algum momento.

Às vezes simplesmente porque você está tendo um dia ruim, outras vezes porque você odeia seu chefe ou seu ambiente de trabalho, porque você tem uma remuneração ruim, entre outras opções.


Mas o que faz as pessoas sentirem que odeiam seu trabalho? A resposta é: falta de motivação e propósito.


Qualquer pessoa quando não está motivada não executa um bom trabalho. Você pode até realizar o trabalho e entregar o que te pedem, mas não vai ser de maneira prazerosa.


Por isso, por mais clichê e óbvio que seja é extremamente importante trabalharmos com o que gostamos e mais do que isso, sentirmos que somos reconhecidos pelo nosso trabalho sempre que bem executado, pois assim nos tornamos motivados e realizados, acreditando que temos um propósito.


Um profissional realizado é aquele que tem consciência de seu valor dentro da empresa em que trabalha. Ele também entende que, apesar de ser importante atuar em uma área bem remunerada, o reconhecimento por seu trabalho não significa apenas o salário que recebe.


Uma pesquisa realizada em 2019 pela professora assistente da Escola de Administração de Harvard (Harvard Business School), Ashley V. Whillans, apontou que oferecer um contracheque nem sempre é o melhor a se fazer. Isso porque mais de 80% dos trabalhadores americanos disseram não se sentir reconhecidos ou recompensados, porém por outro lado, as empresas desse mesmo país, apontam um investimento de 50% de seus orçamentos em salários.


O importante é tirar o foco apenas da remuneração e criar mecanismos de reconhecimento, promover a consciência da importância de cada atividade no conjunto da obra coletiva. O que os funcionários desejam, é perceber que seus chefes os valorizam e não têm medo de demonstrar isso nem que seja simplesmente dizendo "obrigado" pelo trabalho bem-feito.


Recentemente li o livro”A Sorte Segue A Coragem” , onde o autor Mario Cortella, escreve que as empresas deveriam promover a reflexão sobre o propósito pelos quais as pessoas fazem o que fazem naquele ambiente. Destaco esse trecho pois já é certo que, uma vez consciente de seu propósito dentro da empresa, o colaborador se torna mais engajado. Colaboradores engajados contribuem para gerar resultados melhores à empresa.


Dito isso, podemos concluir que com motivação, reconhecimento dos líderes e uma remuneração adequada o profissional encontra o seu propósito. Tendo um propósito, o profissional sente que é parte do todo. Assim sendo, sente-se mais engajado e realiza um melhor trabalho, de modo a afastar aquele questionamento inicial de “O que eu estou fazendo da minha vida?!”.


https://www.linkedin.com/pulse/esque%C3%A7a-o-dinheiro-harvard-revela-melhores-maneiras-para-ceciliano


9 visualizações0 comentário

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page